quinta-feira, 3 de junho de 2021

Bonito dá os primeiros passos na construção de sua Política Pública Municipal de Agroecologia e Produção Orgânica



A Câmara Municipal de Vereadores e a Prefeitura de Bonito, através das Secretarias de Agricultura e de Meio Ambiente, realizaram nesta quarta-feira, 02 de junho, a 1ª Audiência Pública com o Tema “Construindo Avanços em Torno do Plano Municipal de Agroecologia e Produção Orgânica de Bonito – PE”, para discussão e construção de conhecimento e políticas públicas municipais sobre o tema.

A Audiência pública foi realizada de forma remota, através da plataforma virtual do Zoom e transmitida ao vivo através do Facebook oficial da Câmara de Vereadores do Bonito /câmaradeVereadoresdoBonito-PE, em cumprimento as normas sanitárias vigentes em detrimento do risco de contágio pela Covid-19. 

Participaram do evento o Presidente da Câmara de Vereadores de Bonito, Vereador Paulinho de Devá (PSB) e os Vereadores Holandinha (PSB), Ítalo de Pedrito (PSB), Walter Maroja (PTB), a vereadora e agricultora Graça de Barra Azul (PTB) e a Vereadora Anaclea de Anacleante (PCdoB) e, representando o Poder Executivo local o Prefeito Gustavo Adolfo e o vice-prefeito, Edson Monteiro além do ex-prefeito José Pinheiro e o Secretário de Agricultura Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento Alimentar, José Marcos da Silva, representando a Secretaria Executiva de Meio Ambiente, Mireli Silva, Secretário de Governo, Romilson Cabral, Secretária de Educação e Cultura, Maria Elza e Secretária de Assistência Social, Izabel Celina. Participaram também, do município anfitrião, a agricultora Josélia Silva, Presidente da Associação de agricultores (as) Vida Agroecológica.

Fizeram explanações na Audiência Pública a Prof. Dra. Ana Dubeux, da Universidade Federal Rural de Pernambuco; Prof. Dr. Marcos Figueredo, da Pro-reitoria de extensão da Universidade Federal Rural de Pernambuco; Prof. Dr. Jorge Mattos, Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Agroecologia e Desenvolvimento Territorial da Universidade Federal Rural de Pernambuco; Germano de Barros, Diretor da Escola Técnica de Agroecologia do Serviço de Técnologia Alternativa - Serta e membro do Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável; Tone Cristiano, Coordenador da Agroflor e Vice-coordenador da Comissão de Produção Orgânica de Pernambuco – CPOrg-PE e o Prof. Paulo Santana, Educador do Serta, doutorando do Programa de Agroecologia e Desenvolvimento Territorial da UFRPE e Coordenador da Comissão de Produção Orgânica de Pernambuco – CPOrg-PE.

Além das entidades acima mencionadas a audiência, que teve participação de mais de 120 pessoas, contou com representantes da sociedade civil, alunos, professores, agricultores, entidades e órgãos de cerca de 30 municípios sendo: Bonito, Belém de Maria, Bezerros, Bom Jardim, Caruaru, Chã Grande, Garanhuns, Glória do Goitá, Gravatá, Igarassu, Lagoa de Itaenga, Macaparana, , Olinda, Palmares, Passira, Quipapá, Recife , Riacho das Almas, São Benedito do Sul , São Lourenço da Mata, Timbaúba, Maraial e Panelas como também os municípios de Maceió e Marechal Deodoro, em Alagoas. Algumas pessoas acompanharam de outros países a exemplo da Espanha, Canadá, Equador e França, que contou com a participação da Professora Dra. Ana Dubeux. Parlamentares das cidades de Garanhuns e Lagoa de Itaenga, em Pernambuco, também participaram da audiência. 

Além dos órgãos parceiros acima mencionados também acompanharam e participaram ativamente da Audiência Pública realizada em Bonito: a Universidade Federal de Pernambuco – UFPE; Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE; Universidade de Pernambuco – UPE; Universidade Federal de Alagoas -UFAL; União dos Estudantes de Bonito - UESBO BONITO PE; Associação de Técnicas em Agroecologia de Pernambuco – Olinda; Movimento Camponês Popular (MCP); Associação dos Moradores Rurais – Timbaúba PE; Associação Terra e Vida – Igarassu / PE; Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável de Timbaúba-CDRST; COOPANEMA – Garanhuns; Coopanorama; Associação de Agricultores (as) Agroecológico – AGROFLOR; Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude - Governo do Estado – PE; Instituto Agronômico  de Pernambuco; Mercado da Vida – Bonito; Movimento de Libertação dos Sem Terra – Alagoas – MLST; representante da Prefeitura do Recife; Rede Pela Transição Agroecológica; Secretaria  da Mulher de Pernambuco; Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco (Semas); Estudantes do Curso Técnico em Agroecologia - Escola do Serta; Associação dos Produtores Orgânicos de Brejo da Madre de Deus -TERRA FÉRTIL e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais da Agricultura Familiar - SINTRAF Timbaúba/PE e o Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável de Timbaúba/PE com destaque para esse último colegiado que fez a transmissão para seus membros através de um telão, oportunizando a participação para todas as pessoas que não tinham acesso à internet.  

A realização desta Audiência torna Bonito o primeiro município pernambucano a construir diferentes estratégias, necessárias ao processo de transição agroecológica, impulsionado pela participação social e na incidência política de atores e organizações públicas e privadas presentes no território.  Assim, aliando-se a construção nacional da Política e do Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica, de 2012 e da Política Estadual de Agroecologia e Produção Orgânica de Pernambuco, em 2021. 

Confira o vídeo exibido durante a Audiência Pública. Título: “Poema Cidade Bela das Águas”, composição, declamação e edição, Bruna Lima que é filha de agricultores familiares, nascida no município de Tuparetama, no Sertão do Pajeú.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para acessar postagens mais antigas clique aqui

Para acessar postagens mais antigas clique aqui