domingo, 14 de junho de 2020

Prevenção para evitar o desastre das chuvas de 2017 em Bonito

Em 2017, o município de Bonito sofreu o seu maior desastre causado por intensas chuvas que caíram naquele ano. Esse prejuízo foi um grande desafio para o início de mandato do então prefeito Gustavo Adolfo, que estava no seu quinto mês de trabalho. O desafio foi grande, obrigando o gestor na época a decretar Situação de Emergência no município.

A justificativa é que estas ocasionaram inundações, enxurradas, alagamentos e deslizamentos em algumas áreas do município. Muitos dos prejuízos foram causados por causa da obstrução dos córregos e riachos da cidade que estavam totalmente preenchidos por vegetação que impedia o escoamento da água. Depois de toda aquela situação causada no município, a gestão começou a trabalhar na prevenção de alagamentos. Recentemente o poder público realizou a limpeza de vários córregos, canais e riachos que cortam a cidade. Dentre eles estão o Riacho dos Macacos e o Riacho Capema.

O primeiro nasce na região do Bairro do Velosos e corta o centro da cidade, até se encontrar com o Capema que nasce na região da zona rural da Boa Vista e deságua no Prata. O Riacho dos Macacos quando fica cheio provoca alagamentos em bairros como Centro e Cachoeira, já o Capema, que corta a cidade por fora, geralmente causa danos nos bairros do Mutirão e Frei Damião. A limpeza, além das áreas que passam por fora, foi realizada também nos trechos que ficam no centro da cidade, como no bairro do Veloso e no Loteamento Novo Mundo, no bairro da Cachoeira.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para acessar postagens mais antigas clique aqui

Para acessar postagens mais antigas clique aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...