terça-feira, 2 de junho de 2020

Os 92 anos do manifesto do Dr. Alexandrino da Rocha

Dr. Alexandrino da Rocha
À época da eleições municipais para o período de 1928/31, uma agitação colocou em sobressalto os
interessados nos destinos do Bonito. Foi sob esse aspecto, que o Partido Democrático do Bonito, liderado pelo médico Dr. Alexandrino da Rocha, lançou em 1º de junho de 1928, o manifesto intitulado “Ao eleitorado bonitense”, no qual explicava amplamente que aquele partido obedecia “a uma programa cívico liberal dos mais lídimos”. Afirmava que ia “confabular com o povo, auscultar a sua opinião, tomar o pulso dos seus desejos, ouvir melhor assim, de perto, o estudar da democracia, e este ressurgimento cívico que se vem operando há dias entre nós [bonitenses], referente ao alistamento eleitoral”

Foi assim que aquele partido lançou a candidatura do Cel. José Coelho de Araújo, agricultor e proprietário, ao cargo de Prefeito do Bonito. Sobre o candidato, comentou aquele manifesto, que era um homem probo e de ilustre família, “o mais digno entre todos, e o mais capaz de preencher as necessidades vitais do município”.

No final, publicaram a chapa completa (a mesma não foi à votação, devido a Revolução de 1930), assim constituída: Dr. Alexandrino da Rocha, médico e ex-deputado federal; Henrique de Figueiredo, advogado; Jeronymo Britto Rangel e Mello, agricultor e fazendeiro; Waldemar Gomes Pontes, comerciante; José Teotônio de Melo, agricultor e fazendeiro; Ermírio Soares Pereira do Engenho Jardim; José Honorato Chaves, proprietário; Filemon Rocha, escrivão da Coletoria Federal; Antônio de Souza Cabral, agricultor e fazendeiro; Antônio Ferreira dos Santos, agricultor e fazendeiro; Antônio Cândido dos Santos, agricultor e fazendeiro; Antônio Ferreira da Silva, agricultor e proprietário; Sebastião Rangel Pereira de Mello, agricultor e fazendeiro; Júlio Samuel da Cunha, proprietário; Leovigildo Câncio de Mello, agricultor e fazendeiro; João Quintino Paulino de Mello, proprietário; Bernardo Vasconcelos Pontes, comerciante; Pedro Alexandrino da Rocha, proprietário; Manoel Ribeiro Ribas, agricultor e proprietário; Sebastião Bezerra Santos, comerciante.

Fonte: Bonito: Das caçadas às indústrias (Flávio José Gomes Cabral)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para acessar postagens mais antigas clique aqui

Para acessar postagens mais antigas clique aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...