domingo, 16 de fevereiro de 2020

Coluna ZooPet - Carrapatos: Problema na medicina veterinária e humana - Por Dr. Rodolfo Godoy

C:\Users\Rodolfo\Pictures\dedetização-de-carrapatos-causa-no-seu-cão.jpg
Fonte: uniprag
Os carrapatos são Ectoparasitas Hematófagos que infestam diversas espécies animais (cavalos, bovinos, roedores, cães, gatos) e inclusive o homem. São de grande importância na medicina veterinária e na saúde pública, pois além do desconforto (prurido), transmitem diversas doenças. Por esse motivo, as medidas preventivas contra a infestação, tem grande importância. Registros históricos da arqueologia supõe que estes parasitos tenham cerca de 90 milhões de anos. Existem 800 espécies de carrapatos no mundo.

Doenças que podem ser transmitidas pelos Carrapatos

Os carrapatos alimentam-se do sangue de seus hospedeiros por meio da picada; assim a perda de sangue é uma questão importante quando se trata das infestações por carrapatos. As doenças também são transmitidas através dessa picada, por um carrapato infectado. Existem algumas espécies de carrapatos, responsáveis pela transmissão de certas doenças.

Babesiose canina

É causada por um protozoário (Babesia canis), capaz de causar a infecção dos glóbulos vermelhos dos cães, destruindo-os e levando a uma anemia grave. Ela é transmitida por várias espécies de carrapatos. Os sintomas são perda de apetite, apatia, febre, anemia (mucosas pálidas), icterícia e diarreia.

Erliquiose canina

É causado por uma riquétsia (Erlichia canis), que parasita os glóbulos brancos do sangue, levando à sua destruição. Por essa característica é uma doença de difícil diagnóstico e tratamento. Seus sintomas são febre, perda de apetite e peso, manchas na pele (hemorragias), fraqueza muscular e em estados avançados, sangramentos nasais e vômitos. A erliquiose possui três fases, dependentes do tempo da infecção.

Doença de Lyme (Borreliose)

É causada por uma bactéria (Borrelia), transmitida pelo carrapato Ixodes; é uma zoonose (transmissível do animal para o homem). Leva à lesões avermelhadas na pele e problemas articulares. Maior prevalência na Europa e EUA.

Febre Maculosa

Também é uma zoonose, transmitida pelo carrapato Amblyoma cajennense (carrapato estrela). É uma doença aguda causada por uma riquétsia . Vários animais domésticos e silvestres são reservatórios da doença, porém raríssimos carrapatos estão infectados e poderão transmitir a doença, sendo sua ocorrência esporádica.

No homem a doença causa febre alta, manchas na pele e debilitação progressiva. Esses sinais aparecem de 2 a 14 dias após a picada do carrapato infectado. Não se desespere caso seu cão esteja infestado por carrapatos.

Primeiro é preciso saber se a região possui focos da doença, e mesmo assim, se o animal tiver o agente da febre maculosa, o dono só será infectado se for picado pelo carrapato que estava no animal.

O controle de carrapatos, através de carrapaticidas ambientais e de uso tópico, é a medida sanitária mais eficaz para controlar essas doenças. Em nenhuma hipótese o animal parasitado deve ser sacrificado ou abandonado pelos donos. Em caso de dúvida procure o médico veterinário. As galinhas podem ser usadas para controle de carrapatos de uma forma bastante, uma vez que se alimentam deles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para acessar postagens mais antigas clique aqui

Para acessar postagens mais antigas clique aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...