segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Coluna ZooPet - Gestação das gatas e cadelas - Por Dr. Rodolfo Godoy

Fonte: www.mypets.com
Na época do cio é comum as fêmeas de cães e gatos serem perseguidas por diversos machos em busca de acasalamento, a fêmea pode ter diversas relações com um macho, ou mais de um, copulando durante os quatro ou cinco dias do mesmo período fértil, assim as fêmeas de gatos e de cães podem ter filhotes de vários machos distintos em uma mesma ninhada e terá 50% das características da mãe e outros 50% do pais.

É muito raro uma fêmea pet não emprenhar (termo correto para gravidez nos animais) após uma cruza. Isso porque as fêmeas (gatas e cadelas) só aceitam os machos quando estão no período fértil, logo ovulando, antes ou depois disso, as fêmeas pets não deixam com que os machos cruzem com elas. Então caso o macho cruze/cópula, conseguido ejacular e as chances de novos filhotes serão muito grandes.

Muitos tutores de pets desejam que seus animais procriem, aumentando ainda mais a família. Mas, durante a gestação de cães e gatas é importante tomar alguns cuidados para manter a saúde da futura mamãe pet.

Aproximadamente até os 65 dias, sua gata ou cadela estariam prontas para parir, ou seja, pouco mais de 02 meses é o período de gestação. Se, para as mulheres, a gestação merece todo o cuidado e carinho, não é diferente para cachorras e gatas. O tutor precisa ter disponibilidade para cuidar da mãe — antes, durante e depois da gravidez — e dos filhotes.

O número de filhotes das gatas e cadelas por cria dependem de questões genéticas, tamanho da raça e alguns outros fatores, mas tende a ser: de 2 a 12 filhotes para as gatas e para as cadelas a média é de 6 filhotes. O ideal é levar a fêmea pet ao veterinário para que ele examine e lhe diga se os animais irão nascer por parto normal ou cesárea, este é o nosso famoso “pré-natal”, com exames de saúde para saber se está tudo bem. Caso seja parto normal, ele poderá orientar o tutor do animal, mas normalmente as fêmeas fazem todo o trabalho sozinhas. Evite intervir, apenas se for realmente necessário. Se perceber qualquer indício que o parto está com problemas, chame o veterinário.

Após o nascimento o ideal é dar um tempo para que a mãe pet se recupere suas forças. Ela também vai se ocupar de limpar e de alimentar seus filhotes, então não se preocupe. Na verdade, é até melhor evitar tocar neles nos primeiros dias. Também é importante manter a mãe pet em um ambiente limpo e tranquilo, além de, claro, alimentar muito bem a nova mamãe pet, já que ela estará amamentando.

Durante as primeiras semanas de vida, todos os cuidados que um filhote necessita ficam a cargo de sua mãe. Porém, quando a separação foi muito prematura ou ela não consegue produzir leite o suficiente ou ainda rejeita a cria, a ação humana é essencial para garantir a sobrevivência dos fihotes. O leite da mãe pet fornece tudo o que um filhote precisa durante as primeiras quatro semanas de vida. Portanto, na falta dela, consulte um veterinário ou procure por um abrigo que possa ajudá-lo a encontrar uma gata ou cadela em período de amamentação e ser ama de leite por um tempo.

Se você não conseguir encontrar uma mãe adotiva, compre um substituto de leite materno industrializado em pet shops e ofereça em uma mamadeira especial para eles. Pet Milk® ou Support Milk® são algumas das opções de alimento completo e seguro para cães e gatos filhotes, lembrando que é de extrema importância o acompanhamento de um veterinário para orientá-lo durante esse período. Esse leite em pó deve ser diluído na água e aquecido entre 35°C e 38°C em banho-maria.

Ao amamentar o animalzinho, ele deve estar obrigatoriamente de barriga para baixo, caso contrário poderá engasgar e aspirar o líquido para os pulmões. É muito importante não oferecer leite de vaca para o filhote, pois além de não ser facilmente digerível, pode causar diarreia. Também vale dizer que água só deve ser apresentada a partir dos 35 dias de vida. Antes disso, o leite já cumpre o papel de hidratação.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para acessar postagens mais antigas clique aqui

Para acessar postagens mais antigas clique aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...