domingo, 25 de agosto de 2019

Site do Selo Unicef destaca o protagonismo da adolescente bonitense Eduarda Silva

Bonito tem se destacado cada vez mais com as ações do Selo Unicef no município. No site da órgão, uma matéria tem destacado o protagonismo de uma jovem bonitense. Eduarda sofreu bullying quando ainda criança, e com o apoio da família venceu o preconceito e se transformou em um exemplo na luta contra o preconceito. Acompanhe abaixo a matéria veiculada no site do Selo Unicef.

De vítima de bullying à militante: como o NUCA transformou Eduarda

Foi na escola onde Maria Eduarda Silva, de 16 anos, sentiu a carga do preconceito pela primeira vez. "Negrinha", "macaca" e "baleia" foram alguns dos termos que ela começou a ouvir quando nem tinha 5 anos. O bullying fazia parte da rotina e a adolescente conta que passou a se sentir uma pessoa horrível, sem autoestima e sem futuro. A ideia de pôr um fim àquele sofrimento e abandonar a escola passou várias vezes pela cabeça de Eduarda. Mas persistir e resistir eram uma marca dessa pernambucana, nascida no município de Bonito.

Ela encontrou apoio em sua família, mãe, pai e um irmão mais velho, que a encorajaram e deram forças para se aceitar e continuar na escola com a esperança de que as coisas iam mudar. "Já para me fortalecer em relação ao preconceito, eles sempre me falavam que minha pele e meu cabelo eram lindos, que eu não devia me abalar. Mas o convívio na escola era difícil", conta. A adolescente reforça que compartilhar o que vivenciou com os pais foi essencial, pois eles foram até a escola e conversaram com os professores, que conseguiram reduzir "um pouco" o clima ofensivo.

Ainda buscando se encaixar, Eduarda passou a alisar o cabelo. Até que um dia se olhou no espelho, não se reconheceu e a transformação veio dela mesma. "Percebi que a sociedade não podia querer mudar quem eu sou para me tornar igual a eles. E comecei o processo de transição capilar. Foi um processo muito difícil, é até hoje. Mas foi quando entrei no NUCA e me senti aceita, isso me impulsionou cada vez mais. Toda vez que eu pensava em ter uma recaída, tinha uma palestra que me ajuda", destaca.

Veja a matéria completa clicando AQUI.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para acessar postagens mais antigas clique aqui

Para acessar postagens mais antigas clique aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...