Publicidade

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Coluna ZooPet - Esporotricose Zoonótica - Por Dr. Rodolfo Godoy

A Esporotricose Zoonótica é causada pelo fungo Sporothrix schenckii, a esporotricose é uma micose que pode afetar animais e humanos. Diversos animais e o homem podem contrair a esporotricose. Entre os animais o gato é o principal transmissor ao homem (zoonose).

A transmissão é resultante da inoculação direta do fungo no organismo por meio de arranhadura e/ou mordedura de animais infectados ou por pequenos traumas durante atividades de lazer ou ocupacionais que tenham relação com floricultura, horticultura e jardinagem.

Os felinos (Felis catus domesticus) domésticos têm um relevante papel epidemiológico na transmissão e propagação da doença, principalmente os não castrados e os não domiciliados, uma vez que as lesões cutâneas nestes animais contêm uma grande quantidade de células fúngicas infectantes que os distinguem de outras espécies proporcionando grande capacidade torna-los notável fonte de infecção.

Por meio de unhadas (o termo técnico é “arranhadura”), os gatos infectados transmitem o fungo a outros felinos, a cães e também a pessoas. As lesões em humanos e cães geralmente não são tão severas como nos gatos e raramente impõem risco à vida. Mesmo em gatos, que são mais afetados, a doença tem cura, mas o tratamento é caro e demorado.

A esporotricose se concentra em animais de rua ou de comunidades carentes, o que dificulta o tratamento por conta do alto custo. Por conta disso, muitos donos abandonam gatos infectados, o que faz que a doença se espalhe ainda mais.

Sintomas no gato: feridas principalmente na face e orelhas do gato

Fonte: CAT CLUB, 2018

Sinais no homem
: lesões presente na pele, levando a formação de pequenas feridas ou caroços avermelhados semelhantes à picada de mosquito, acometimento da pele, principalmente mãos e braços.

Fonte: Brasil Metrópole, 2017

Fonte: Centro de Zoonoses do Rio de Janeiro, 2018


Tratamento: Primeiramente é preciso levar seu pet ao veterinário, para estabelecer o diagnostico laboratorial e após realizar o tratamento. O itraconazol é o fármaco de escolha para tratamento de felinos com esporotricose, pois apresenta menos efeitos adversos quando comparado aos demais agentes antifúngicos. O uso do medicamento deve estender-se por até 30 dias após a cura clínica.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para acessar postagens mais antigas clique aqui

Para acessar postagens mais antigas clique aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...